SOLUÇÕES

PARA

OLÁ,

SOMOS A BIZ

Surgimos em 2016 com o propósito de gerar soluções de comunicação em assessoria de imprensa, gerenciamento de redes sociais e produção de conteúdo.

O envolvimento da comunicação integrada em seu negócio é garantia de inovação, otimiza a relação da sua marca com clientes e abre novas perspectivas de mercado. Acreditamos que trabalhar de forma integrada é a melhor solução para obter resultados por meio de estratégias, amplificando as experiências entre marcas e pessoas.

5 anos

Experiência

155

Clientes felizes

217

Projetos realizados

SOLUÇÕES

Assessoria de Imprensa

Projete a imagem do seu negócio na mídia com ajuda de uma equipe de profissionais especializados, através de estratégias criativas, que garantirão um relacionamento mais próximo com os principais veículos de imprensa.

Gerenciamento de Redes Sociais

Ganhe visibilidade onde seu negócio pode conquistar mais espaço, se relacionando da melhor maneira com o seu público e criando vínculos estrtégicos. Além da produzir conteúdo para redes sociais a gestão desses perfis mantém o público engajado.

Produção de Conteúdo

Criação de conteúdos inteligentes com capacidade de alinhar os interesses do público com os produtos da sua marca de maneira assertiva. Seja legendas para redes sociais, artigos, reportagens ou textos para sites, blogs, landing pages ou ebooks.

NOTÍCIAS

Márcia Short disponibiliza primeiro álbum solo nas plataformas digitais

Em celebração ao aniversário da cantora Márcia Short, nesta sexta-feira (11), o seu primeiro álbum solo, intitulado “Márcia Short”, foi disponibilizado nas plataformas digitais.


Lançado em 1997, o álbum conta com 12 faixas, incluindo “Graciosa Yá”, de Saul Barbosa e Jota Veloso, “Coração de Bola”, de Jauperi, e “Iansã”, de Gilberto Gil e Caetano Veloso.


Márcia Short explora a musicalidade e a força da sua voz neste trabalho. A obra conta ainda com uma mistura de ritmos e canções de Nonato Buzar e Chico Anysio, com apresentação escrita de Jorge Portugal.

Fotógrafo cria ação solidária para ajudar instituições que cuidam de pessoas que vivem com HIV

O fotógrafo e ativista LGBTQIA+ Genilson Coutinho resolveu usar suas fotografias para ajudar entidades que cuidam de pessoas vivendo com HIV, como a Instituição Beneficente Conceição Macedo (IBCM) e a Casa de Apoio e Assistência ao Portador do Vírus HIV/AIDS (CAASAH). As suas fotografias ilustram canecas, que podem ser trocadas por duas latas de leite em pó.


Para que fosse possível realizar essa ação, o fotógrafo recebeu o apoio do Salvador Bahia Airport, integrante da rede Vinci Airports, que custeou 150 canecas. Em paralelo à ação, os funcionários do aeroporto doam cestas básicas para as entidades IBCM e CAASAH.


As canecas trazem cinco atrativos turísticos de Salvador: a Sereia de Itapuã, a Praça Castro Alves, o famoso Bambuzal do Aeroporto, o Cais do Mercado Modelo e o Porto da Barra. Os locais foram escolhidos pelo público por meio de enquete realizada pelo fotógrafo em seu perfil no Instagram (@Genilson_Coutinho).


“Busco, à minha maneira, contribuir sempre e usar meu trabalho nessa corrente de solidariedade. Acredito que cada um vai encontrar um modo de contribuir. O importante é fazer a diferença na vida das crianças, jovens e adultos dessas instituições”, conta Coutinho.


A troca pode ser realizada a partir do dia 7 de junho, de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, na sede do Casarão da Diversidade, localizado na Rua do Tijolo, 8, no Pelourinho.

SENAI CIMATEC e Mineradora Tabuleiro firmam parceria para exploração de terras raras na Bahia


O SENAI CIMATEC e a Mineradora Tabuleiro estão desenvolvendo o projeto Terras Raras, iniciativa inédita que envolve tecnologia e inovação para tornar possível a exploração de minerais de terras raras na Bahia, antes inviável.


O projeto estratégico e inovador tem o objetivo de estudar e desenvolver um novo conceito de extração de terras raras economicamente viável e sustentável no que diz respeito ao meio ambiente. Além disso, a empreitada pretende também promover a produção técnico-científica de artigos com expressivo fator de impacto no campo acadêmico.


A Mineradora Tabuleiro é uma startup focada na pesquisa e viabilização extrativa de minerais críticos e especiais no estado da Bahia, com mais de 20 mil hectares de área por todo o estado. Os minerais em destaque nas pesquisas da empresa são o grafite, terras raras, barita, quartzo industrial, quartzo rutilado (gema), entre outros.


Com financiamento da EMBRAPII, o SENAI CIMATEC será responsável pelo desenvolvimento do projeto, por meio da estrutura técnico-laboratorial da instituição. As experiências bem-sucedidas do SENAI CIMATEC voltadas para indústria e mineração, algumas premiadas, como Petrobras e Nexa Mineração (ex-Votorantim), foram essenciais para essa parceria com a Mineradora Tabuleiro.


O gerente executivo de Negócios do SENAI CIMATEC, André Oliveira, ressalta a grande oportunidade para as duas empresas se destacarem nacional e internacionalmente nesse setor. “A parceria com a Mineradora Tabuleiro, por meio do projeto Terras Raras, é estratégica para o CIMATEC, pois nos posiciona na fronteira tecnológica desse setor, no cenário brasileiro e da América Latina. Além disso, o fato dessa parceria ser com uma empresa baiana é também de extrema relevância, pois está vinculada a nossa missão de apoiar o desenvolvimento da indústria local”, explica André.


Os diretores da Mineradora Tabuleiro, Gabriel Keller, Sandro Santos e Janaina Marques, investem na sustentabilidade e redução de impactos ambientais e já projetam a continuidade dos estudos visando o aproveitamento de rejeitos e exploração a seco para outras substâncias a partir de jazidas exclusivas na Bahia. "Caminhamos sempre de mãos dadas com a ciência de forma responsável, transparente e ética", afirma Janaina Marques.


As terras raras são matérias-primas na produção de superimãs, eletrônicos, equipamentos para defesa, indústria aeroespacial, energia, dentre outros segmentos. Recebem esse nome por serem de difícil extração, uma vez que os desafios de remoção e processamento não são pequenos, principalmente, por causa da disponibilidade limitada de conhecimentos técnicos para a separação dos minerais-minério contendo terras raras.


Segundo dados da United State Geological Service (2015), as reservas brasileiras de terras raras podem chegar a 3,5 bilhões de toneladas. Embora se posicione como o maior detentor de reservas de terras raras no mundo, o Brasil ainda possui uma produção baixa.


A China desponta como maior concorrente do setor com 95% da produção mundial e dona de 37% das reservas conhecidas. O país possui esse domínio porque, desde 1970, adotou a pesquisa e o desenvolvimento para extração e beneficiamento de terras raras como política de estado e segurança nacional. O mercado mundial dos óxidos de terras raras é da ordem de US$ 5 bilhões ao ano.


A Mineradora Tabuleiro e o SENAI CIMATEC buscam viabilizar uma patente industrial própria e 100% nacional por meio da geração deste novo processo de metalurgia extrativa de beneficiamento de terras raras. “Estamos muito motivados para desenvolver uma rota tecnológica que permita o beneficiamento desse importante mineral a partir do minério brasileiro, com suas características e particularidades. Isso permitirá que, no futuro, a Bahia e o Brasil se tornem importantes investidores no mercado de terras raras, que certamente será um vetor do desenvolvimento tecnológico e industrial nas próximas décadas”, salienta André, que está animado com o projeto e com expectativas bastante positivas.


Depois de obter a licença para iniciar o processamento do mineral em solo baiano, a mineradora também pretende estender o uso da tecnologia desenvolvida a mineradores a cooperativas parceiros.


Sobre o SENAI CIMATEC


O SENAI CIMATEC é um dos mais avançados centros de educação, ciência, tecnologia e inovação do Brasil. Em um ecossistema colaborativo, a instituição integra, de forma sinérgica, Centro Tecnológico, Centro Universitário e Escola Técnica para atender às demandas da indústria e de empresas. Possui 800 funcionários e uma infraestrutura que comporta 42 áreas de competência e 56 laboratórios, distribuídos nos 35.000 m² da sua sede. A sua infraestrutura também abrange o CIMATEC Park, um grande complexo tecnológico e industrial, em uma área de 4 milhões de metros quadrados. Com vasta experiência na execução de projetos de diferentes complexidades, o SENAI CIMATEC se destaca na realização de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I). Em parceria com organizações nacionais e internacionais, o centro tecnológico possui mais de 130 patentes e outros ativos de propriedade intelectual registrados. O propósito do SENAI CIMATEC é colaborar na transformação da sociedade a partir da educação, ciência, tecnologia e inovação.

Precisa de um orçamento?

CONTATO